A RTP e a TVI anunciaram na segunda-feira o abandono da Comissão de Análise de Estudos de Meios (CAEM), em protesto pela recusa do pedido de auditoria ao atual sistema de medição de audiências televisivas que haviam apresentado. Estas saídas acontecem em vésperas de a Associação Portuguesa de Anunciantes (APAN) assumir a presidência do organismo.

Em comunicado, a RTP justifica a exoneração de associada com a constatação de que a CAEM "se tornou incapaz de cumprir", no atual enquadramento, o fim para que foi criada na sua função autorregulatória e na capacidade de agregar todos os interesses do mercado. A "última decisão que veio confirmar tal incapacidade" – argumenta - foi tomada na Assembleia Geral de 30 de abril com a recusa, "sem qualquer fundamentação", da validação final do painel e das correções ao sistema audimétrico. O mesmo argumento invoca a TVI, considerando, em comunicado, que a CAEM atuou de "uma forma contrária à prossecução do seu fim social, conforme delimitado pelos respetivos estatutos e demonstrou não ter a capacidade para ser representativa de todos os interesses do mercado".

As duas estações recordam que a auditoria foi pedida por quem paga 44,5% do custo do serviço de medição de audiências e que não teria custos para os restantes associados nem para a comissão. O abandono da RTP e da TVI acontece poucos dias antes da assembleia geral que marcará a passagem de testemunho na presidência da CAEM, de Luís Marques, da SIC, para a APAN.

Fonte: Briefing

Categorias: , , ,

Sem comentários:

MEO
NOS
TDT
Comentários
Comentários