O mercado publicitário português continua em quebra e, em 2012, o universo de canais da TVI e da SIC perdeu 36,5 milhões de euros em receitas, quando comparado com o ano anterior.

Na Impresa, a quebra publicitária na área televisiva atingiu os 9,5 milhões de euros, uma diminuição de 9,8%. Já na TVI, os vários canais de Queluz perderam 26,9 milhões, ou seja, um recuo de 22%. Contas feitas, a perda de publicidade no universo TVI e SIC atingiu os 36,5 milhões de euros.

Apesar de os canais de Francisco Pinto Balsemão terem resistido melhor à quebra do mercado publicitário, em termos globais, a Media Capital, dona da TVI, teve melhores resultados, com um lucro de 11,9 milhões. Já a Impresa, que detém a SIC, teve um prejuízo de 4,89 milhões, um resultado afetado, entre outros, pelos custos de reestruturação de 4,9 milhões verificados em 2012. No final de dezembro, a dona da SIC tinha uma dívida líquida de 204,1 milhões, uma melhoria de 8,9 milhões face ao mesmo período de 2011. Já a dívida da Media Capital era de 102,6 milhões, uma melhoria superior a 3,3 milhões de euros

A RTP ainda não revelou as contas de 2012, mas sabe-se que o grupo público obteve 48 milhões de euros de receitas comerciais, um recuo de 12,3 milhões face ao ano anterior. A quebra deverá ser quase em exclusivo da publicidade, cujos proveitos no ano transato terão caído para menos de 28 milhões de euros.

Fonte: CM

Categorias: , ,

Sem comentários:

MEO
NOS
TDT
Comentários
Comentários