O presidente da RTP, Alberto da Ponte, disse quarta-feira que a RTP África "é estratégica no Plano de Desenvolvimento e Redimensionamento da empresa", adiantando que o canal está dependente das autoridades moçambicanas para expandir o sinal no país.

Alberto da Ponte elogiou ainda "a boa qualidade da RTP África", quando questionado em Maputo sobre o impacto do programa de reestruturação que a empresa tem em perspetiva, na sequência da crise económica que assola Portugal. "O redimensionamento será uma necessidade, porque a RTP não podia ser exceção à crise que afeta Portugal e um dos objetivos estratégicos do Plano de Desenvolvimento e Redimensionamento é potenciar a RTP África e a RTP Internacional", enfatizou o presidente da RTP, falando a jornalistas à margem de uma visita à TVM – Televisão de Moçambique. Segundo Alberto da Ponte, a RTP África tem vindo a realizar um trabalho de "boa qualidade", contando com profissionais que se têm mostrado à altura das necessidades da empresa.

O presidente da RTP afirmou que o canal aguarda uma resposta das autoridades moçambicanas a um pedido de transmissão em sinal aberto na Beira, a segunda maior cidade moçambicana, à semelhança do que já faz a partir da capital, Maputo. "A RTP está pronta (para começar a emitir em sinal aberto a partir da Beira), mas essa decisão (da atribuição da frequência) não é minha", frisou Alberto da Ponte.

Alberto da Ponte está em Maputo para explorar com o canal público Televisão de Moçambique (TVM), as possibilidades de "aprofundar a cooperação", nomeadamente ao nível da produção de conteúdos.

Fonte: M&P

Sem comentários:

MEO
NOS
TDT
Comentários
Comentários