A grelha da RTP 1 terá um orçamento de 54 milhões de euros para 2013, menos 16 milhões do que no ano passado.

"É necessariamente mais barata. Foi pedido um grande esforço de negociação e contenção", disse ontem Luís Marinho, diretor-geral da RTP, à margem da apresentação da nova imagem do canal, que estreia segunda-feira, dia 14. O responsável disse ainda que em 2012 a RTP perdeu 30% das receitas publicitárias, cerca de 12 milhões de euros.

"Portugal sempre ligado" é a nova assinatura da estação, que terá "80% de programas novos". "É uma revolução e uma tentativa de estarmos próximos dos portugueses", afirmou Alberto da Ponte, presidente da RTP. O objetivo é trazer os espetadores de volta depois de, em 2012, as audiências terem caído para mínimos históricos.

Se durante o dia são poucas as mudanças, no horário nobre a estação encurta o "Telejornal" para 45 minutos, acaba com a emissão de concursos e aposta na série "Sinais da Vida", emitida de segunda a sexta-feira. Depois, seguem-se as séries documentais: "Não me Sai da Cabeça" (2ª feira), "Quem é que tu Pensas que és?" (3ª feira), "Portugal de..." (4ª feira), "Conta-me História" (5ª feira) e "Portugueses pelo Mundo" (6ª feira).
Ao fim de semana chegam duas comédias: "Hotel Cinco Estrelas" e "Os Compadres". Ao sábado à noite, Catarina Furtado regressa com "Don’t Stop Me Now" e Bruno Nogueira estará aos domingos com "Odisseias".

Até ao fim do mês será apresentada a grelha da RTP 2.

Fonte: CM

Sem comentários:

MEO
NOS
TDT
Comentários
Comentários