O presidente do conselho de administração da RTP, Alberto da Ponte, manifestou ontem a "convicção" de que a estação pública manterá os dois canais generalistas e as três estações de rádio, Antena 1, Antena 2 e Antena 3.

"Tenho a convicção de que a empresa manterá os dois canais e até vou mais longe. Não vejo hipótese nenhuma de haver um serviço público completo sem haver os dois canais", afirmou Alberto da Ponte no final de uma reunião com os signatários do manifesto "Em Defesa do Serviço Público de Rádio e de Televisão", entre eles o cineasta António Pedro Vasconcelos, o deputado do CDS-PP José Ribeiro e Castro, o general Loureiro dos Santos, ou Alberto Arons de Carvalho, vice-presidente da ERC - Entidade Reguladora da Comunicação.

Sobre a programação de cada um dois canais, o presidente do conselho de administração da RTP afirmou que "um primeiro canal [deverá assegurar] um serviço público generalista popular e um segundo canal [terá que garantir] um serviço público generalista segmentado, onde cabem as minorias ou outros segmentos". "Pessoalmente não consigo conceber [o serviço público de televisão) de outra forma e acho que, também aí, o Governo vai-me escutar", sublinhou.

A outra questão em relação à qual Alberto da Ponte manifestou particular confiança "é a dos seis minutos de publicidade". "É para manter", garantiu. "Nem mais nem menos, neste momento", sublinhou, explicando que "também não será aumentada” a contribuição de cada português para a taxa do audiovisual, que a proposta de Orçamento do Estados para 2013 mantém nos 2,25 euros por família.

Fonte: i

Categorias: , ,

1 comentário:

  1. Por agora, e antes da minha proposta, a TDT (ou televisão terrestre uma vez que o sinal analógico acabou há meses e meses) deveria ser assim:
    1 - RTP 1
    2 - RTP 2
    3 - SIC
    4 - TVI
    5 - RTP Informação
    6 - RTP Memória
    7 - ARTV
    8 - Canal Q
    9 - Canal 180

    ResponderEliminar

MEO
NOS
TDT
Comentários
Comentários