A pedido da Comissão de Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a ZON Multimédia e a Sonaecom emitiram comunicados onde esclarecem que não estão, neste momento, em negociações para uma possível fusão, embora não afastem em definitivo este cenário. As explicações surgem na sequência de uma notícia avançada ontem pelo Diário Económico que dava conta que as duas empresas estariam próximas de um acordo, o qual previa a integração das duas operadoras.

No comunicado divulgado ontem à noite pelo regulador de mercado, a ZON Multimédia esclarece que "não se encontra à data a desenvolver negociações sobre uma possível fusão com a Sonaecom, SGPS, SA." "A sociedade tem analisado ao longo dos últimos meses, como sempre fez, oportunidades de consolidação no mercado nacional e internacional e, nesse âmbito, existiram contactos exploratórios com várias entidades; no entanto, até à data, de nenhum desses contactos resultou qualquer acordo, pré-acordo ou outra forma de encontro de vontades", reitera a empresa liderada por Rodrigo Costa.

No mesmo tom, a Sonaecom enviou hoje um comunicado à CMVM onde refere que "não existem, sobre este tema, quaisquer contratos ou acordos, nem sequer propostas negociais que esteja obrigada a comunicar ao mercado". "A Sonaecom entende que, muito embora faça sentido, do ponto de vista teórico, um processo de consolidação como aquele a que esta informação diz respeito, conforme vários dos seus responsáveis foram dizendo nos últimos anos, não estão reunidas as condições mínimas para que se iniciem negociações tendentes a uma fusão entre a ZON e a Sonaecom", remata.

Recorde-se que o Diário Económico avançou ontem a informação de que as duas empresas estariam a discutir um modelo de fusão que passaria apenas pela integração da Optimus, mantendo-se a Sonaecom como acionista da nova entidade. A mesma fonte adiantava que o acordo seria anunciado em breve.

Fonte: Markteer

Categorias: ,

Sem comentários:

MEO
NOS
TDT
Comentários
Comentários