A União Europeia (UE) quer que os operadores de televisão dos 27 Estados-membros apostem mais nas séries europeias não nacionais, em co-produções e nas produções independentes. Estas são as conclusões do primeiro relatório sobre a aplicação de uma diretiva relativa à promoção de obras europeias e produções independentes nos canais de TV e nos serviços audiovisuais em 2009 e 2010.

Em dezembro de 2010, e de acordo com o Observatório Europeu do Audiovisual, havia 7 622 canais [3 126 locais] de televisão nos países da UE e a maioria cumpriu os requisitos da diretiva. Ainda assim, os dados indicam que a aposta em obras norte-americanas é superior às nacionais e não nacionais europeias (8,1 % do total de horas de transmissão).

Refere ainda o relatório que êxitos como "Os Bórgia" e "Borgen" ultrapassaram as fronteiras nacionais, mas que exemplos destes ainda são escassos. A série protagonizada por Jeremy Iron, exibida no AXN, é uma co-produção da Hungria, Canadá e Irlanda, e foi vendida a 50 países. "Borgen" é uma série produzida na Dinamarca que ainda não chegou à televisão portuguesa.

Em 2010, a percentagem média de tempo de transmissão dedicado a obras europeias variou entre 47,4% (Eslovénia e Reino Unido) e 81% (Hungria). Em 2009 a média oscilou entre 44% (Irlanda) e 83% (Hungria). Quanto à exibição de produtos recentes e criados por produtoras independentes, os números desceram: de 34,1 % em 2009 para 33,8 % em 2010.

Fonte: CM

Categorias:

Sem comentários:

MEO
NOS
TDT
Comentários
Comentários