A TVI e a SIC estão interessadas em lançar dois canais na TDT. A proposta foi apresentada a 20 de Abril de 2012 por Francisco Pinto Balsemão e Pedro Norton (Impresa) e por Miguel Pais do Amaral e Rosa Cullel (Media Capital) a Passos Coelho e Miguel Relvas.

Nessa reunião foi entregue um documento com "propostas concretas" para o setor, que passavam pela "existência do serviço público de televisão" e por "melhorar a oferta de conteúdos na Televisão Digital Terrestre. O objetivo do documento é contribuir para salvar e, até, reforçar, a indústria portuguesa de conteúdos". Esta informação foi confirmada em comunicado emitido pelas estações privadas depois de, nesta quarta-feira, o Jornal de Negócios ter noticiado de que nesse documento constaria o encerramento da RTP2, o fim da publicidade na RTP e a atribuição de duas licenças de concessão para dois canais na TDT. Os canais privados esclarecem que "a SIC e a TVI nunca propuseram o encerramento da RTP2. A manutenção de apenas um dos canais da RTP era uma hipótese que já tinha sido veiculada na opinião pública e na imprensa como sendo intenção do próprio Governo".

O Jornal de Negócios também dava conta de que, para financiar o canal da SIC e o da TVI na TDT, as estações privadas pretendiam receber parte da taxa do audiovisual. As estações privadas desmentem esta informação, referindo que os canais, a avançarem, não terão custos para o Estado ou para os contribuintes. Mesmo assim, segundo a SIC e a TVI, "estes canais, numa primeira fase, não teriam publicidade e, através de um acordo prévio com o Governo, contribuiriam também para a missão de serviço público".

Segundo as estações, nesse documento constam propostas para a área de produção que permitam reduzir os custos e que juntem os três operadores de televisão, à semelhança de iniciativas passadas para a cobertura de eventos desportivos. O governo ainda não deu uma resposta oficial à Media Capital e à Impresa.

Fonte: M&P

Categorias: , , ,

Sem comentários:

MEO
NOS
TDT
Comentários
Comentários