A produtora Hot Gold acaba de lançar duas dezenas de filmes pornográficos portugueses no mercado internacional, entre os quais "Sócia, Estou Aqui...". A paródia à conferência de imprensa com Futre é o favorito dos subscritores do canal Hot.

Mais de 30 mil portugueses são assinantes do canal que tem filmes produzidos em Portugal e com artistas nacionais. O crescimento do Hot TV deve-se "à campanha do MEO", que foi para a rua em julho deste ano, disse Carlos Ferreira, diretor-geral da Hot Gold. Mas a internacionalização era inevitável "para a sobrevivência da empresa" num mercado que "carece de legislação" e compete com a "pirataria", como refere Carlos Ferreira.

"Neste mercado a novidade é fundamental. Temos de ir buscar direitos e de os comprar e dificilmente rentabilizamos no mercado português que é pequeno. E obviamente que a crise também afeta o nosso negócio", explica. Ainda assim, este responsável reconhece que o consumo pelo seu produto teve um aumento ligeiro em poucos meses em virtude da referida campanha, mas ressalva: "Sabemos que não somos um produto de primeira necessidade. Há muitos anos que a pornografia sobrevive à crise. Veremos. Vou esperar para ver."

Os títulos da produtora Hot Gold podem agora ser vistos nos sites AEBN e HotMovies. São três os modelos de comercialização: crédito (mil minutos custam 64 dólares/cerca de 50 euros); aluguer (3,40 €/4,00 €) e download (mais de 10 €).

Fonte: CM

Categorias:

Sem comentários:

MEO
NOS
TDT
Comentários
Comentários