O canal público de televisão que será privatizado vai ser a RTP 2, afirmou este sábado o semanário Expresso. Formalmente não há nenhuma decisão tomada nem sequer comunicada aos responsáveis daquele canal ou da televisão pública, mas existem os sinais de que será esta a escolha do Governo, sustenta o mesmo jornal.

Um desses sinais é o facto de não estarem a ser comprados conteúdos para lá de 2012 – facto que, aliás, já tinha sido noticiado. O semanário retoma esta informação, garantindo que "a renovação de conteúdos e de contratos de produção de programas para 2013 está a ser muito mais limitada na RTP 2 do que na RTP 1".

"Já poucas dúvidas existem – mesmo dentro da RTP – sobre o alvo final do processo de privatização", conclui o Expresso, que sustenta, em favor desta tese, a ideia de que o Governo pretende "salvaguardar a maior notoriedade possível para o canal público", e recorda o que o ministro Miguel Relvas – que tutela este dossier – disse sobre o canal único do Estado: que "não seja residual" em termos de audiências.

O Governo tem a intenção de alienar um dos dois canais públicos de televisão e para tal vai abrir um concurso. Para já escolheu as empresas Boston Consulting Group (BCG) e Accenture para as funções de consultores estratégicos.

Segundo uma notícia de 25 de Julho divulgada pela agência Lusa, a BCG ficará responsável pela "reflexão estratégica sobre o serviço público de media e sobre a visão estratégica da nova RTP", ao passo que à Accenture cabe o "desenvolvimento de um conjunto de implementações do Plano de Sustentabilidade Económica e Financeira , nomeadamente no que toca ao modelo operativo da nova RTP, tendo em consideração, entre outros, a autonomização dos meios e serviços e dos centros regionais".

No debate quinzenal parlamentar de 30 de maio, o primeiro-ministro garantiu que o modelo de privatização de um dos canais da RTP estará definido até ao final do ano. "O Governo vai alienar um dos canais da RTP dentro dos prazos que estão previstos. É suposto que esse modelo de privatização esteja definido até ao final deste ano. Não sei se a privatização se concretizará ainda até ao final deste ano, mas o modelo da privatização estará definido até ao final deste ano", afirmou Pedro Passos Coelho.

Fonte: Público

Sem comentários:

MEO
NOS
TDT
Comentários
Comentários