A Altice-Cabovisão vai investir 500 milhões de euros no mercado português apostando no reforço da oferta de canais, na entrada nas grandes cidades, como Lisboa, Porto e Braga, na aquisição de outras empresas e no lançamento de um novo descodificador que apelida de "revolucionário".

Em comunicado, a empresa revela que o novo descodificador será lançada 30 de setembro. Adicionalmente, a Cabovisão pretende alargar a sua cobertura aos grandes centros urbanos, nomeadamente Lisboa, Porto, Braga e Guimarães.

A Altice prepara ainda para "brevemente" a aquisição de novas empresas no mercado português "sendo que algumas das negociações encontram-se já em fase avançada". Os investimentos serão realizados exclusivamente com capitais próprios.

Fonte: Diário Digital

Categorias:

14 comentários:

  1. 30 de setembro é domingo, dúvido

    ResponderEliminar
  2. vamos lá apostar nos widgets e em mais canais e melhores interfaces da box etc

    ResponderEliminar
  3. Sim, sim...vou mesmo acreditar nisso...a Cabovisão na falência consegue mesmo comprar empresas e ter boxes inovadoras...ao que parece...acho que as novas boxes são estas: http://youtu.be/8U4c1PchGMM?hd=1 Hum...mas cheira-me a luxo a mais pra uma empresa tão endividada e com meios tão deficientes!

    ResponderEliminar
  4. Quer dizer, aparentemente a Cabovisão ia desaparecer com os sinais que andava a dar (despedimentos, canais fora do ar, etc.) e agora é isto? Grande volta… diria mesmo de 360º.

    Resta saber quais as empresas que serão compradas…
    Eu só vejo dois cenários…

    1º Cenário
    Será a Optimus (A Vodafone não acredito…)? Acho que eles têm a fibra em Porto e em Lisboa pelo menos, logo aí a Cabovisão ficava com o serviço extendido, já para não falar que a Optimus tem telemóveis e pens de banda larga (coisa que a Cabovisão não tem) o que iría fazer concorrência à ZON, MEO e VODAFONE.

    Em relação à nova box, será que é: La box que é usada em França pela Numericable?
    Bem… se for o caso a Meo e a ZON que não se ponham a pau… http://www.youtube.com/watch?v=wEgnd1YTPx8

    2º Cenário
    Fazerem uma Fusão/OPA/Compra da ZON.

    Se pensarmos que a Altice já tentou entrar na ZON (http://www.jornaldenegocios.pt/home.php?template=SHOWNEWS_V2&id=562201) e que as infrastruturas são semelhantes… a box será possivelmente a Íris. E além disso ainda ficavam com serviço por satélite, telemóveis e banda larga móvel.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Em relação ao teu cenário 2, a zon não tem banda larga móvel do operador, eles usam a vodafone. Sei que eles estão a substituir os modens pelos utilizados na França.

      Eliminar
    2. Quais modems e o que é que isso tem haver com a Banda Larga Móvel (mesmo que seja da Vodafone)?

      Eliminar
    3. A Cabovisão para manter o serviço de internet tem modens próprios, pelo que sei alguns clientes já têm os modens utilizados em França. Quanto à banda larga, no cenário 2 era referido que a cabovisão ficaria com a banda larga da zon, só que a zon tem a banda larga alugada à vodafone, só isso...

      Eliminar
    4. Duvido que seja a Zon... Se eles querem ter um serviço móvel então a Zon não serve. é grande no resto, mas no qwue toca aí não vinga, e penso que issso será o facto para a queda da Zon como líder de tv em Portugual.

      Eliminar
    5. http://offres.numericable.fr/labox

      Eliminar
    6. Esse maravilhoso descodificador é das melhores invenções tecnológicas que já vi. Box mais alta, teclado, enquanto estás a ver os teus programas preferidos estás a usar o Twitter (ou o Facebook), enfim, isso seria o tipo de box que ou a Zon (ou a Meo) deveria ter. Mas se a Cabovisão a introduzir vai fazer peixeirada!

      Eliminar
  5. Nem o primeiro cenário nem o segundo parecem situações possíveis. Se estão a falar do grupo Optimus (clix, negócios,home,kanguru) simplesmente não lhes chega 500 milhões de euros nem coisa que se pareça logo é uma situação pouco provável. Mesmo estando a falar da Optimus Clix a situação parece pouco provável uma vez que a Optimus Clix e Vodafone partilham a sua estrutura de Fibra.

    Em relação à segunda opção (zon) é ainda menos provável. Simplesmente não têm dinheiro.

    Podem por exemplo estar a falar da compra de empresas como a Oni, unitel e...e...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Então mas essas pequenas empresas como a ONI, não foram integradas na Clix?

      Eliminar
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Eliminar
    3. A Oni foi comprada pela Optimus mas apenas o seu segmento particular. A Oni continua com serviços em termos empresariais, mas vocacionada para grandes empresas, sector público.

      Eliminar

MEO
NOS
TDT
Comentários
Comentários