A Associação de Defesa do Consumidor (DECO) já recebeu 2240 queixas relacionadas com o processo de implementação da Televisão Digital Terrestre (TDT). Segundo esta associação, a maioria das queixas diz respeito à fraca qualidade da imagem e/ou problemas com a receção do sinal digital. Logo a seguir surgem as denúncias relacionadas com os equipamentos (descodificadores), no âmbito da sua funcionalidade e preço.

Entretanto, a DECO diz que as reclamações aumentaram muito desde 26 de abril, data da última fase da TDT. Os pedidos de informação, relacionados com os descodificadores ou com os subsídios, também têm vindo a aumentar. "Ainda há muitas pessoas que não sabem qual o equipamento que devem comprar ou como requisitar a subsidiação do mesmo", revela Graça Cabral, da Defesa do Consumidor.

À Autoridade Nacional de Comunicações (ANACOM), entre Janeiro e 18 de Junho, chegaram 8280 reclamações sobre a TDT. Desde 26 de Abril, data do desligamento final, a 18 de Junho contabilizaram-se 4565 queixas. "Recordo que o universo abrangido pela transição para a TDT são 1,3 milhões de famílias", diz fonte oficial do regulador.

Fonte: CM

Categorias:

Sem comentários:

MEO
NOS
TDT
Comentários
Comentários