Os franceses da Altice vão entrar na corrida para a compra uma posição relevante da ZON. Em Março deste ano o grupo adquiriu a Cabovisão aos canadianos da Cogeco Cable por 45 milhões de euros. A Altice intromete-se assim nos planos de Isabel dos Santos para aumentar a sua posição na operadora de telecomunicações nacional. Ao que tudo indica já existem negociações neste sentido.

O Banco Espírito Santo e a Caixa Geral de Depósitos já tornaram pública a sua intenção de venderem as participações de 12,66% e 10,88%, respetivamente, que possuem na ZON. A empresária angolana Isabel dos Santos é atualmente a maior acionista da ZON com 15% e tem intenção de reforçar a sua posição até aos 25%.

Grupo Altice foi fundado em 2002 e é um investidor industrial na área da televisão por cabo. Além de Portugal, tem investimentos em França, Bélgica, Luxemburgo, Suíça e Israel. Um dos cenários de consolidação no sector das telecomunicações nacionais frequentemente repetido pelos analistas têm sido o de uma eventual fusão entre a ZON e a Optimus. Contudo, a própria Isabel dos Santos tem remetido este casamento doméstico para segundas núpcias, defendendo antes que a ZON deve apostar na internacionalização, com a Venezuela à cabeça.

Com a entrada do grupo Altice na corrida a uma posição o jogo fica agora baralhado. A Cabovisão, detida agora pelos franceses, tinha no final de 2011 uma quota de 8,6% nas subscrições de serviço televisivo.

Fonte: Negócios

Categorias: ,

Sem comentários:

MEO
NOS
TDT
Comentários
Comentários