A Câmara e várias Juntas de Freguesia de Monção anunciaram a intenção de rescindir "todos os contratos" com as empresas do grupo PT, se a operadora não garantir a cobertura "convencional" de TDT naquele concelho. "Não somos portugueses de segunda. Temos os mesmos direitos que o resto do país e se a PT não ceder, vai perder muito mais dinheiro, com as rescisões de contratos que vamos fazer", explicou à Agência Lusa o vice-presidente da autarquia de Monção.

Augusto Domingues reuniu na quinta-feira à noite com autarcas e população de 12 das 33 freguesias do concelho, em que a cobertura convencional da Televisão Digital Terrestre (TDT), a partir de 2012, será inexistente ou "bastante limitada", afectando entre sete a dez mil pessoas. "A solução passa pela instalação de um emissor que custaria à PT cerca de 20 mil euros. Um investimento irrisório", comentou ainda, acrescentando que a intenção de rescindir todos os contratos com as empresas daquele grupo surgiu da própria população.

"As pessoas, e os seus representantes locais, estão enfurecidas com a situação e com a falta de respostas. E nós apoiamos esta reivindicação, que se não for satisfeita vai levar ao cancelamento dos serviços nesta zona, como telefone, telemóveis, televisões e Internet", sublinhou, admitindo que além das autarquias, também a população deverá enveredar por este protesto.

Para a Câmara de Monção, a situação "representa um recuo social enorme" que o município contestará com "entrega, energia e determinação", admitindo mesmo instaurar uma providência cautelar para impedir a desactivação da rede analógica. A situação afecta sobretudo as freguesias de Abedim, Merufe, Ceivães, Podame, Tangil, Riba de Mouro, Segude e Tangil e para contestar esta falta de cobertura seguiu entretanto para onze entidades, entre as quais o Presidente da República, Parlamento, Anacom, PT e DECO, um abaixo-assinado com perto de 2200 assinaturas.

Esta zona já servida pela rede terrestre de TDT, mas no serviço espanhol, com cerca de 40 canais disponíveis. A PT já tinha explicado que o acesso generalizado à TDT será feito através de centros emissores terrestres, havendo uma "pequena" percentagem da população que terá acesso às emissões digitais através de uma tecnologia complementar, via satélite.

Nestas zonas "sombra" da rede convencional, os utilizadores terão de gastar 116 euros, para assegurar a cobertura satélite. Tratando-se de um meio complementar de cobertura, pelo kit que engloba descodificador e antena parabólica, a PT, empresa encarregada de montar a rede nacional de TDT, não pode cobrar mais de 55 euros ao cliente, acrescidos de 61 euros pela instalação.

Mas "com as mesmas características, funcionalidades e com comparticipações na aquisição dos descodificadores equivalentes", destacou fonte da PT. A última fase do "apagão" da rede analógica, em todo o país, está prevista para 26 de Abril de 2012.

Fonte: M&P

Categorias:

3 comentários:

  1. e a rede analógica apamanham-na bem?????

    ResponderEliminar
  2. A partir de amanhã na Optimus, ESPN America HD, canal 36, já aparece no site deles.

    ResponderEliminar
  3. Caro nigh_sign,

    A informação já foi publicada. Muito Obrigado.

    ResponderEliminar

MEO
NOS
TDT
Comentários
Comentários