Remuneração dos gestores caiu de 2,1 milhões para dois milhões de euros no primeiro semestre do ano.

Os administradores da ZON Multimédia receberam cerca de dois milhões de euros brutos no primeiro semestre deste ano - um valor que envolve remunerações, prémios e planos de acções e poupanças de acções, segundo o relatório consolidado da empresa de telecomunicações. Esse montante ficou ligeiramente abaixo do registado no primeiro semestre de 2010, quando as remunerações de administradores executivos e não-executivos atingiu 2,1 milhões de euros.

Em causa está uma redução nos prémios atribuídos à equipa executiva, liderada por Rodrigo Costa, e constituída ainda por José Pereira da Costa, Duarte Calheiros e Luís Lopes. Se, até Junho de 2010, os prémios ascendiam a 535 mil euros, no final do primeiro semestre de 2011 o valor sofreu uma redução para 450 mil euros. A remuneração dos administradores executivos ultrapassou 927 mil euros, o mesmo valor do ano anterior. Já a dos administradores não-executivos registou um aumento, de 395 mil para 412 mil euros.

O documento enviado pela ZON à CMVM não especifica quanto recebeu cada administrador executivo, informação essa que só é discriminada no relatório anual. No final de 2010, Rodrigo Costa, presidente executivo da proprietária da ex-TV Cabo, tinha ganho 995 mil euros, face aos 1,34 milhões que recebera em 2009.

Fonte: Económico

Categorias:

Sem comentários:

MEO
NOS
TDT
Comentários
Comentários