Miguel Pais do Amaral contesta a privatização da RTP em 2012, por achar que “é precipitada”, afirmou o empresário.

A alienação de parte da RTP, já anunciada pelo Governo, é criticada pelo presidente não executivo da Media Capital, Miguel Pais do Amaral, que defende "a privatização da RTP não resolve o problema do défice" e "é precipitada".

"A RTP não valerá, enquanto canal, muito dinheiro. Não é certamente com isso que se resolve o problema do défice. Face à realidade actual, a RTP não trará grande receita para o Estado", realçou Pais do Amaral.

O presidente não executivo da Media Capital considera ainda que avançar com a privatização do canal público já em 2012 é "precipitado".

"Não tenho conhecimento de que tenha sido feito um estudo sobre o impacto desta decisão no sector dos media, ou sobre o impacto no sector da publicidade, ou um estudo comparativo com outros países, ou sequer uma avaliação da RTP", explica. "Tomar estas decisões sem que esse trabalho tenha sido feito parece-me precipitado", conclui o gestor.

Já o PS, pela voz da deputada socialista Inês de Medeiros, definiu a intenção do Governo em privatizar um dos canais da RTP como, uma opção "inadequada à realidade" e que foge à tendência europeia.

De acordo com a deputada do PS existe na Europa um "consenso absoluto" no que à "importância do serviço público independente" diz respeito.

Nos restantes países do espaço europeu, sustentou, o debate faz-se em torno de como melhorar o financiamento do serviço público de comunicação e de que forma o mesmo pode ser ampliado para responder aos "novos desafios da era digital", pelo que a opção do Governo na privatização de um dos canais da RTP se mostra "inadequada à realidade".

Em termos económicos, declarou ainda, a anunciada privatização "levanta as maiores dúvidas", até pelo "desgaste" do mercado publicitário nos canais abertos.

A deputada falava na Comissão de Ética, Cidadania e Comunicação, onde o ministro dos Assuntos Parlamentares, Miguel Relvas, foi ouvido na terça-feira.

Fonte: Económico e DN

Categorias: ,

Sem comentários:

MEO
NOS
TDT
Comentários
Comentários