Quatro em cada dez agregados familiares europeus compram serviços de comunicações agrupados a um único fornecedor. Estas conclusões foram reveladas por um inquérito do Eurobarómetro, que conclui ainda que 65% das pessoas limitam as chamadas no seu telemóvel, devido ao seu custo, e que as chamadas via Internet, são cada vez mais utilizadas.

No inquérito agora divulgado, um em cada quatro inquiridos considerava também que, os débitos de entrada/saída da sua ligação à Internet não correspondiam às condições contratuais, e um em cada três, declarou ter sofrido quebras na ligação.

Os dados revelados agora, vão contra a nova legislação da União Europeia (UE), aplicável a partir de 25 de Maio de 2011, que exige que os fornecedores de serviços transmitam previamente aos clientes — antes da assinatura de um contrato — informações completas e precisas sobre os níveis mínimos de qualidade do serviço, designadamente, os débitos efectivos de dados, e eventuais limites nos débitos da ligação à Internet.

Neste sentido, Neelie Kroes, vice-presidente da Comissão Europeia, refere em comunicado: "Os consumidores estão a dizer-nos de forma veemente e clara que, estão preocupados por não beneficiarem dos débitos e da qualidade do serviço que lhes foram prometidos. As autoridades nacionais devem tomar as medidas adequadas para que os operadores respeitem as novas regras da UE, que lhes impõem transparência nos débitos das ligações e na qualidade do serviço. Se tal não for suficiente, não hesitarei em tomar novas medidas sob a forma de orientações mais estritas, ou mesmo, de legislação, se necessário".

Ainda no mesmo estudo, os números revelam que os cidadãos europeus estão preocupados com a privacidade dos seus dados, onde 88% dos inquiridos gostaria de saber sempre que os seus dados pessoais, recolhidos pelo operador de telecomunicações, são perdidos, roubados ou alterados.

Entre as conclusões mais pertinentes do inquérito sobressaem ainda que, 98% dos agregados familiares da UE têm acesso a um telefone, 89% a um telemóvel e 98% dos agregados têm televisão.

O inquérito realizado aos agregados familiares sobre comunicações electrónicas, foi realizado entre 9 de Fevereiro e 8 de Março de 2011, com uma amostra de 27 mil agregados familiares representativos da população da UE.

Fonte: Fibra/RAPID

Categorias:

Sem comentários:

MEO
NOS
TDT
Comentários
Comentários