Decorreu a semana passada em Lisboa a sessão de apresentação da primeira campanha de informação sobre a TDT. A campanha de informação que agora se inicia esteve prometida para arrancar a seguir ao verão de 2010, mas foi sendo sucessivamente adiada. A sessão contou com a presença do Ministro dos Assuntos Parlamentares, Ministro das Obras Públicas e responsáveis da Anacom. A campanha conta com duas fases: a primeira que arrancou hoje, de sensibilização para a mudança e a segunda, prevista para Setembro, que alertará para a necessidade de adaptar os equipamentos para a TDT.

Infelizmente nenhuma novidade, apenas mais demagogia. Segundo notícia publicada na edição online do Económico, o Sr. Ministro das Obras Públicas Transportes e Comunicações afirmou que «somos o primeiro país da Europa com cobertura total». A afirmação é falsa, entre outras coisas porque a cobertura terrestre não abrange a totalidade do território e sobre a cobertura por satélite não há ainda qualquer informação. Em países como a Espanha ou França já há muito que a cobertura por satélite está disponível, o que não é o caso de Portugal, em que nada ainda se sabe. Já em Junho de 2010 o Sr. Ministro havia dito que a introdução da TDT em Portugal era um caso de sucesso. Em Novembro de 2010 um inquérito revelou que a adesão à TDT era de apenas 1,1% da população sem televisão paga!

Parece pois claro que, mesmo perante dados tão alarmantes, o Governo não está disposto a "mexer uma palha" para que a TDT se torne atractiva. A opção parece clara: impor a mudança para a TDT sem qualquer contrapartida de relevo para o cidadão ou obrigá-lo a aderir aos operadores de televisão paga. As palavras de um administrador da Anacom dizem tudo: «chegar-mos a 2012 com todas as pessoas a receber televisão como recebiam, já agora com um bocadinho melhor imagem e com algumas funcionalidades que não existiam na televisão analógica».

O tom da campanha que arrancou hoje nas televisões diz tudo: "se não tem televisão paga só vai poder continuar a ver os seus programas com a TDT". O spot que passa nas televisões não diz o que é a TDT, não explica o porquê da mudança e nem refere as vantagens da TDT. O que esta campanha realmente faz, é atirar à cara da maioria dos cerca de 45% de portugueses que não são assinantes de um serviço de televisão paga, que são pobres e cidadãos de segunda!

Naturalmente, não será de admirar se esta campanha acabar por promover mais a adesão aos operadores de televisão paga do que à televisão digital terrestre! Mas isso não é verdadeiramente surpreendente, porque todo o desastre do processo de introdução da TDT tem sido uma dádiva para os operadores de Pay TV.

A morte da televisão terrestre em Portugal ficou hoje mais próxima.


Em baixo está disponível o vídeo publicitário da TDT.


Fonte: TDT em Portugal, com pequenas alterações

Categorias: ,

3 comentários:

  1. Aqui em lagos há uns tempos esteve disponível e de repente deixou de estar. É triste isto...

    ResponderEliminar
  2. Para que a sua televisão de sempre continue a chegar a casa não vai ter de mudar para a Televisão digital Terrestre. Se tem televisão paga, só vai poder continuar a ver os seus canais sem a TDT. TDT, a televisão digital para ninguém!!!

    ResponderEliminar
  3. Há uma linha que separa a companhia do costume de um pequeno almoço sozinho. Há uma linha que separa o chá da tarde com a sua amiga do coração de um chá da tarde sozinho. Há uma linha que separa os jantares normais dos jantares com o seu amigo de sempre. Há uma linha que separa o pensamento de que os seus amigos não pudessem ver mais a táctica do nosso seleccionador em acção da táctica do nosso seleccionador a dormir.
    Nova TDT by PT rasca. Torna a televisão uma seca, fica apenas com 4 canais e é preciso pagar!! TDT...Não é TDT, é televisão digital extraterrestre.

    ResponderEliminar

MEO
NOS
TDT
Comentários
Comentários