O canal de televisão regional por cabo Porto Canal anunciou hoje que um estudo recente do Instituto de Pesquisa de Opinião de Mercado (IPOM) concluiu que 5,7% dos telespectadores do Norte vêem diariamente a estação.
Em comunicado, a empresa refere que o Porto Canal viu confirmado neste estudo que o “share” (audiência) que lhe é atribuído pela Marktest Audiometria (0,9 por cento em Setembro) “peca por defeito, justificando-se assim o abandono pela estação do sistema de medição de audiências” mais utilizado em Portugal.

O Porto Canal anunciou em Outubro o abandono do sistema de medição de audiências da Marktest Audiometria, contestando a sua fiabilidade, numa posição rejeitada de imediato pela visada.

O canal regional reiterou hoje as críticas ao sistema da Marktest, defendendo que “não reflecte a realidade da estação, uma vez que o número de lares com audímetro para mediar o ‘share’ do canal é inferior a 50”.

O estudo realizado pelo IPOM “veio comprovar a significativa notabilidade do Porto Canal nos distritos de Braga, Bragança, Porto, Viana do Castelo e Vila Real”, refere a empresa no comunicado difundido hoje.

“Numa amostra de 500 indivíduos (universo de três milhões), 5,7% viram o Porto Canal no dia anterior ao da realização da entrevista e 54,9 por cento viram alguma vez o Porto Canal, entre os inquiridos que recebem o sinal de televisão por cabo”, lê-se no comunicado.

Para o director da estação, Juan Figueroa Boullosa, “o estudo é prova inequívoca de que os dados da Marktest estão incorrectos, na medida em que atesta o significativo grau de notabilidade do Porto Canal no Norte”.

A agência Lusa aguarda esclarecimentos que pediu à Marktest sobre as críticas feitas hoje pelo Porto Canal.

Em Outubro, quando a estação anunciou o abandono do sistema de medição da Marktest, fonte desta empresa disse à Lusa que a dimensão, distribuição e metodologia utilizadas no estudo de medição de audiências de televisão “foram alvo de aprovação e/ou recomendação por parte da Comissão de Análise de Estudos de Meios”.

Esta comissão é a “entidade representante do mercado, que inclui agências de meios, canais de televisão e anunciantes”.

De acordo com o critério da proporcionalidade, a amostra de subscritores de televisão utilizada pela Marktest Audiometria é constituída por 526 lares em todo o país e 71 no Grande Porto, que recebem cerca de 150 canais, referiu a fonte.

“O acesso diário a esta multiplicidade de canais provoca uma grande fragmentação da audiência, internacionalmente designada por "long tail", o que se pode traduzir em resultados efectivamente baixos para os canais de menor penetração”, assinalou então a Marktest.

O Porto Canal iniciou as suas emissões em 29 de Setembro de 2006, apresentando actualmente uma grelha com 24 horas diárias de programação centrada na informação de interesse específico para os 14 concelhos que integram o Grande Porto.

Fonte: briefing e Lusa

Categorias: ,

Sem comentários:

MEO
NOS
TDT
Comentários
Comentários