Um estudo da Associação dos Operadores de Telecomunicações (APRITEL) concluiu que existem barreiras às distribuidoras (como a Zon, Meo, Cabovisão, AR Telecom, Vodafone, Optimus Clix, etc.) no acesso a conteúdos como a Sport TV, TV Cine, Benfica TV, TVI24, Disney, Panda, Odisseia, entre outros.

A TVI é o único canal em sinal aberto presente no estudo. "Havia a percepção de barreiras no canal líder de mercado, porque a TVI exige um mínimo de receitas garantidas para poder ser incluída dentro dos pacotes de TV paga", explica João Couto, presidente da APRITEL.
Uma situação "estranha" que irá ser explicada pelos reguladores, garante o responsável, que irá enviar o estudo às entidades governamentais. "Esta não é matéria nova. A Autoridade da Concorrência (AdC) está a fazer um estudo sobre esta matéria, pelo que o nosso será complementar", explica.

O estudo identificou barreiras no poder negocial, na distribuição de alguns canais (exclusividade) e nos preços. "Há barreiras transversais aos operadores. Uma das principais é, de facto, garantir que a rentabilidade no acesso aos conteúdos não seja colocada em causa. Isto é importante para os operadores com menor dimensão, porque os tais mínimos de receitas que são pedidos são muito elevados", diz João Couto. Para o consumidor, a vantagem é que "com maior concorrência beneficiará de mais canais e redução de preços", concluiu.
O estudo sugere ainda a adopção de um regulador único no sector.

Fonte: Correio da Manhã

1 comentário:

  1. O caso mais evidente é o dos canais TVCine!
    Na zon o preço tabelado é o mesmo mas é fácil consegui-los como oferta em negociações e têm uma promoção em que a mensalidade é de apenas 5€ para clientes fibra enquanto que os outros operadores não têm os HD e as promoções são de curta duração e inferiores à da zon, como na clix em que o desconto é de apenas 5€ e apenas durante 3 meses...

    ResponderEliminar

MEO
NOS
TDT
Comentários
Comentários